segunda-feira, 12 de março de 2012

Miranda

"Vida no canavial"

(Maceió, 1907 — Recife, 1985)

José Rodrigues de Miranda, mais conhecido como Miranda.

Trabalhou desde a infância para auxiliar no sustento da família, sendo pescador, pedreiro e condutor de carroças. Só aos 61 anos de idade iniciou-se na pintura, e foi descoberto pelo colecionador Lucien Finkelstein. Sua primeira exposição individual foi na Galeria Sérgio Milliet, em São Paulo, à qual seguiram-se outras. Foi objeto de um livro editado por Finkelstein, e é citado em diversas outras publicações nacionais e estrangeiras dedicadas à arte naïf.

Exposições Póstumas

1988 - Rio de Janeiro RJ - O Mundo Fascinante dos Pintores Naïfs, no Paço Imperial

2002 - São Paulo SP - Pop Brasil: a arte popular e o popular na arte, no CCBB

2005 - Brasília DF - Encontros e Reencontros na Arte Naïf: Brasil-Haiti, no CCBB

2005 - São Paulo SP - Encontros e Reencontros na Arte Naïf: Brasil-Haiti, no MAB-FAAP


Fonte: www.itaucultural.org.br

Fonte da imagem: www.ardies.com