sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Corcovado de J. Araújo: A arte naif a serviço do Rio de Janeiro





Por ocasião da JMJ (Jornada Mundial da Juventude Católica), realizada no Rio de Janeiro em julho último (2013), foi aberta em caráter excepcional a visitação noturna ao Corcovado.

Aproveitei a oportunidade para fazer esse lindo passeio que, mesmo com o frio, foi magnífico. Ver a cidade iluminada daquela altitude é uma experiência indescritível. 



Embarcamos no bondinho e a subida se inicia. A viagem, praticamente toda entre pedras e vegetação, descortina repentinamente um rasgo onde todos se assustam ao ver a profundidade da paisagem de um Rio de Janeiro imenso e iluminado, inclinado e ao fundo, como numa perspectiva impossível de Escher: o bondinho subindo e a vista inclinada, invertida e descendo! Um belíssimo efeito de ótica!

É quando, então, ouve-se o ‘ÓÓÓÓÓÓÓÓ’ dos passageiros!

Vista noturna da Lagoa Rodrigo de Freitas - RJ

Vista noturna da Zona Norte e trecho da
Ponte Rio-Niterói e Baía de Guanabara - RJ

Bem, na mesma época, recebi duas imagens de obras de J. Araújo, ambas retratando o nosso Corcovado. Aliás, bem que a Prefeitura poderia privilegiar artistas que há décadas vêm ‘cantando’ as belezas da nossa cidade para o mundo …
O pintor baiano, está radicado no Rio desde seus oito anos de idade.

Seguem, então, as telas do nosso querido Jota, retratando o Cristo Redentor carioca:





Confira o perfil completo do artista com vários links sobre novidades de sua carreira: pintura naif de J. Araújo.