terça-feira, 24 de julho de 2012

Arte naif brasileira

"Animalidade"
José Augusto Silveira



A arte naif brasileira tem destaque no mundo por ser representante de uma vasta diversidade cultural.

Realmente, de norte a sul, dentro de nossas dimensões continentais temos uma variedade de culturas e costumes regionais, além de um folclore riquíssimo, senão o mais rico do mundo.

Por isso acredito que a nossa verdadeira riqueza está no nosso povo, um povo resiliente, esperançoso, alegre, e que sabe viver.



Sempre buscamos justificativas culturais externas quando na verdade temos uma das principais artes naifs do mundo, vindas diretamente da origem popular.

Na arte naif, artistas brasileiros são criativos e a variação de estilos é impressionante.

Defendo que a marca "Arte Naif Brasil" deve ser levada em consideração quando da implementação de projetos culturais federais, e não apenas locais ou regionais.

A integração das diversas expressões e regionalidades está fortamente marcada nesse tipo de arte, podendo-se ver claramente a variedade de nossa cultura nacional através das obras naif.

Da zona rural, passando pelas pequenas cidades, até às metrópoles como São Paul e Rio de Janeiro, os artistas expressam seus sentimentos e colocam criativamente suas visões de mundo acerca da realidade vivida.

O Instituto Internacional de Arte Naif busca mostrar e divulgar essa diversidade. Acreditamos que só assim poderemos alavancar vários artistas a um novo patamar de reconhecimento, o que é  mais que merecido.

O mundo globalizado precisa tratar as culturas regionais com mais respeito, já que elas não foram construídas de uma hora para outra. São, sim, fruto de gerações e gerações de vivências e vencimento de obstáculos.

O progresso viável para o século 21 passa necessariamente pelo valor à vida que a arte tem para dar e ser caminho para avançarmos na espiritualidade.

Texto: Álvaro Nassaralla