segunda-feira, 23 de julho de 2012

Cristiano Sidoti mostra a beleza e as contradições de São Paulo


Cristiano Sidoti é um multiprofissional na área gráfica: arquiteto, fotógrafo, diretor cinematográfico, desenhista e pintor.

Nascido em 1976, na cidade de São Paulo, o artista tem a sua cidade natal como amior fonte de inspiração. Seu olhar de arquiteto somado a sensibilidade artística lhe permite ver São Paulo como um espaço de grandes contradições urbanísticas.


"Zona Sul"



Detalhe da tela "Zona Sul"


Detalhe da tela "Zona Sul"


Por exemplo, na tela acima, intitulada "Zona Sul", vemos as diferenças sociais e o crescimento desordenado da cidade.


Sidoti diz que essa obra mostra muito a relação entre periferia e centro nas grandes cidades do Brasil. Aliás, segundo o artista, um dos grandes temas do seu trabalho é o urbanismo espontâneo: "Tem muito disso no meu trabalho".

A vida urbana é realmente o universo da pintura de Cristiano. Na tela abaixo, ele retrata os "operários da construção civil descansando, cena habitual nesse Brasil da nova economia e da oportunidade". A obra chama-se "Depois do almoço".



"Depois do almoço"


Detalhe da tela "Depois do almoço"



Detalhe da tela "Depois do almoço"


Detalhe da tela "Depois do almoço"


Já em "Madrugada", temos um belíssimo céu com lua cheia, sem esconder a nuvem de poluição vista acima da linha dos prédios. Podemos destacar as vias intercruzando-se como uma representação do tamanho da diversidade encontrada em São Paulo.

"Madrugada"
50x70 cm

A tela "Noite Paulistana" foi incluída no Calendário Basf de 2008. Ela representa a vida noturna da maior cidade do Brasil, com as luzes dos apartametnos acesas e o intenso tráfego de automóveis. O boletim da Basf dá destaque para a obra e traz a seguinte descrição:

 

"A obra “Noite Paulistana”, de Cristiano Sidoti, trouxe um diferencial nos quase 40 anos de história dos calendários BASF: pe la primeira vez era retratado um momento da vida na grande cidade".



"Noite Paulistana"


As obras de Sidoti podem ser encontradas na Galeria Jacques Ardies - SP.


Conheça mais do artista Sidoti Aqui.

Texto: Álvaro Nassaralla