sexta-feira, 18 de maio de 2012

Ermelinda




Ermelinda de Almeida, 63 anos, cearense de Fortaleza, residente no Rio de Janeiro. Tendo começado a pintar em 1994, hoje, seus trabalhos, marcados pela profusão de flores e pássaros multicoloridos e por uma espécie de bordado feminino, são expostos em mostras nacionais e internacionais.



Os "meus quadros purinhos", como ela os denomina, são aqueles de inspiração noturna, em estado de vigília, em que as imagens surgem como se fluíssem diretamente do inconsciente. Essas composições se opõem àquelas que resultam de encomendas, a partir de uma rede de relações sociais e institucionais ou do desejo pessoal de participar de eventos e exposições. Esses exigem estudo das imagens, observação e uso de fotografias para a elaboração de desenhos sobre o papel e, em seguida, o "risco" sobre a tela.


Com o apoio do Museu Internacional de Arte Naïf, Ermelinda teve seus trabalhos expostos, por exemplo, no Musée de la Creation Franche, Bébles, França, em 2000; no Broward Center for the Performiing Arts, na Flórida, em 2003 ; no Musée International d’Art Naif Anatole Jakovsky, Nice, França, em 2005; nas Nações Unidas, em Nova Iorque; e na Organização dos Estados Americanos, em Washington.



Fonte: http://www.cnfcp.gov.br (Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular)